Profissional 4.0: Como se destacar em um mundo de transformações exponenciais?

Resumo (artigo atualizado em 2021) - Por causa de todas as transformações que o mercado vem enfrentando, é de suma importância que profissionais atentem para o desenvolvimento de habilidades necessárias para lidar com esse contexto.


Esse texto foi escrito para demonstrar, de forma consolidada, qual é esse conjunto de habilidades requeridas, para que os profissionais estejam preparados e possam se destacar no mercado, a fim de manter sua empregabilidade.


Introdução


O mercado ágil e digital, bem como a revolução tecnológica, exigem uma grande capacidade de adaptação das empresas e dos profissionais, justamente porque oferecem possibilidades de mudanças muito rápidas.


E quando falamos do profissional, é preciso lembrar que World Economic Forum apontou 2020 como um ano icônico para a virada de chave no mercado de trabalho, por conta dos impactos das mudanças tecnológicas e culturais.


Tanto que destacou, apoiado por publicações como as da Singularity University, as 10 Habilidades necessárias aos profissionais que irão atuar nesse contexto em que as organizações estão inseridas.


O ano chegou e, com a pandemia, muita coisa mudou ou teve que ser (muito) acelerada, antecipando grandes e profundas transformações no mercado, e consequentemente, nos perfis requeridos dos profissionais.


Assim, surgiram novas ou se ampliaram as habilidades que estarão em alta até 2025, como se vê no quadro evolutivo abaixo:

O mais interessante é que poucas dessas habilidades tem a ver diretamente com a tecnologia, mas sim com a forma como lidamos com ela e as pessoas!


Vemos que a solução de problemas ainda consta na lista, mas perdeu o posto para aspectos relacionados à inovação e aprendizagem, enfatizando a necessidade de se evoluir continuamente, tanto as pessoas, quanto os produtos.


Elementos como criatividade e pensamento crítico foram acrescentados de outros pontos, consolidando aqueles afins, bem como evoluindo conceitos, como a gestão passando a ter um foco maior em liderança, por exemplo.


Dentre esses pontos, podemos destacar uma gestão inovadora de pessoas, focando em conceitos de relacionamento, com uma liderança capaz de criar um ambiente de trabalho mais colaborativo.


Ter flexibilidade cognitiva também é importante, para que se use a criatividade e o raciocínio lógico para encontrar soluções inovadoras, que não serão encontradas por um simples benchmarking do mercado.


Importante ressaltar que essas e as demais habilidades necessárias para a evolução profissional estão ao alcance de qualquer pessoa! E são elas que irão permitir que se alcance resultados superiores!


Transformações e as pessoas


Tem-se falado cada vez mais sobre essas transformações que as organizações estão enfrentando e a necessidade destas se adaptarem às mudanças no contexto em que estão inseridas.


E, quando falamos da Transformação Digital ou da 4ª Revolução Industrial, necessariamente é preciso que se fale da Transformação Ágil. Isso por causa das mudanças no ambiente de trabalho e na forma de se relacionar com as pessoas.


Elas são a base, o meio e o objetivo de tudo! E um ambiente colaborativo, com autonomia e auto-responsabilidade, no qual encontrem a felicidade, pode proporcionar um desempenho superior.


Liderança e amor


Podemos falar, assim, sobre a energia que emana da liderança e o papel do líder (de acordo com o conceito de Lidergia, do Luís Fava), que foca na humanização necessária na relação com as pessoas.


Esse conceito tem como base a escala dos 17 níveis de emoções de David Hawkins, que se relacionam com a frequência das vibrações humanas. A coragem (agir pelo coração) é que permite romper a barreira onde o autoconhecimento prevalece.


É possível, ainda, se alcançar níveis mais altos, onde o amor surge e a consciência se torna expandida, até se alcançar a iluminação, enfatizando a importância da positividade e o que ela atrai em nossa vida.


Habilidades do Profissional 4.0


Nesse contexto apresentado até aqui, é possível se destacar as principais habilidades desse profissional exigido pelo mercado em meio à tantas transformações.


Mais do que um modelo ou um objetivo a ser alcançado, a figura abaixo representa um meio, um caminho pelo qual o profissional precisa percorrer na busca por sua evolução contínua.



Adaptação


É fundamental que os profissionais tenham uma capacidade de adaptação a essas transformações mencionadas, a fim de se diferenciar no mercado e manter a sua empregabilidade cada vez mais em alta.


Há uma grande confusão no mercado quando falamos sobre agilidade, pois muitos pensam logo em entregar um projeto antes, em métodos ou frameworks, ou que ela está ligada somente à TI.


É preciso entender, porém, que ser Ágil não é ser rápido, e que os métodos ágeis não são bala de prata. E que um Profissional 4.0 que quer se destacar no mercado, precisa conhecer vários métodos para compor o seu cinto de utilidades.


Os métodos são consequência e devem ser adotados de acordo com contexto do projeto e da organização, bem como se ter em mente que o mais importante pra esse mundo em que vivemos é o mindset adaptativo (isso é ser ágil).


Resiliência (vira Antifragilidade)


Acrescenta-se essa como a palavra do momento, justamente pela necessidade que devemos ter de se adaptar, bem como de saber lidar e superar os desafios do mundo atual!


Ser resiliente é, muito mais do que ser forte, ser capaz de resistir às adversidades e superá-las, alcançando maiores chances de vencer, de ser capaz de retornar a um estado melhor que a condição inicial, independente do que acontecer.


É a capacidade de lidar com os problemas, de sobreviver e superar momentos difíceis, e não ceder à pressão da situação, sendo uma característica essencial para o profissional 4.0, que precisa enfrentar todas as transformações atuais e futuras.


Como já dizia Charles Darwin, "não é o mais esperto ou inteligente que sobrevive, e sim, aquele que melhor se adapta". Lembre-se, quando falamos de agilidade estamos nos referindo, especificamente, à palavra adaptação.