© 2018 por Gespro  |  Termos de uso e Política de Privacidade  |  Rio de Janeiro - RJ  |  CNPJ: 33.519.510/0001-29

  • Whatsapp
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Gespro
  • YouTube ícone social

Descubra como entregar produtos de valor para o negócio!

14/10/2018

 

Uma das frequentes preocupações das empresas e times de desenvolvimento em geral é com a entrega de valor a seus clientes, através de uma correta identificação do mínimo que é necessário executar para garantir um alinhamento com os objetivos do produto.


Ao contrário da visão tradicional, onde se idealiza, define e planeja a criação do produto com TODAS as funcionalidades, surge a necessidade de se entregar antecipadamente uma versão mais simples e funcional, para que haja uma utilização e validação do usuário final.

 

 

Diversas técnicas e métodos são utilizados pelo mercado para lidar com essa questão, cada um com um objetivo específico ou mais adequado à uma das etapas existentes, desde a ideação até a entrega efetiva do produto ao cliente, como Design Thinking e Agile.

 

Entretanto, é importante a criação de um MVP (Minimum Viable Product) ou mínimo produto viável, que permite uma obtenção de feedback dos usuários de forma antecipada e a construção incremental do produto, com a validação das hipóteses e os ajustes identificados sendo implementados rapidamente.

 

Dessa forma, se pretende garantir uma aderência maior do produto às necessidades e com um time-to-market, o que ficaria comprometido com uma abordagem tradicional. Mas, como podemos elaborar esse MVP de forma efetiva e assertiva?

 

 


Uma técnica que apresenta um passo a passo pertinente e que demonstra ser efetiva nessa elaboração é a Lean Inception, criado pelo Paulo Caroli, que une conceitos de Design Thinking e Lean Startup.

 

Ela trata de uma imersão de uma semana com todos os envolvidos para que se obtenha um alinhamento e confirmação sobre o MVP a ser construído. Veja os sete passos que precisam ser definidos para a elaboração do MVP:

 

  1. VISÃO DO PRODUTO

  2. É - NÃO É - FAZ - NÃO FAZ

  3. PERSONAS

  4. BRAINSTORMING DE FUNCIONALIDADES

  5. REVISÃO DAS FUNCIONALIDADES

  6. JORNADAS DOS USUÁRIOS

  7. SEQUENCIADOR DE FUNCIONALIDADES

Com isso, é possível se identificar um ou mais MVPs que serão disponibilizados para que a equipe de desenvolvimento os construa e para que os usuários possam validar as hipóteses apontadas na sua elaboração.

 

O produto final dessa semana de trabalho da Lean Inception é a geração de um Canvas MVP para cada um dos MVPs criados, o que servirá de base para a criação das versões incrementais do produto e validação das ideias geradas inicialmente.

 

A realização desse trabalho é de suma importância para se continuar ou não com uma ideia, pois pode se chegar à conclusão de que o produto não é viável antes mesmo de construí-lo, ou fazer com que se ajustem as próximas versões do produto.

 

E você, já conhece ou usou a Lean Inception? Comente! #vqv #agile #leaninception #CLF

 

Também disponível no Linkedin!

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Please reload

Posts Recentes
Please reload