Como PRINCE2® pode Complementar PMBOK® e seu PMP

(Tradução do original "How PRINCE2® Can Complement PMBOK® and Your PMP" de Jay M. Siegelaub MBA, PMP, Presidente, Impact Strategies, LLC)


Introdução


O PMBOK® é o padrão reconhecido (de fato) em gestão de projetos. No Reino Unido e na Europa, PRINCE2® é a metodologia de gerenciamento de projetos escolhida e é exigido pelo governo do Reino Unido para todos os projetos que executam. Este artigo irá fornecer uma visão geral do método PRINCE2® e examinar as semelhanças e diferenças entre PMBOK® e PRINCE2®. Finalmente, ele irá sugerir como estas duas abordagens de gerenciamento de projetos se relacionam e se complementam mutuamente, e como a metodologia PRINCE2® de gerenciamento do projeto fornece valor agregado a uma base de conhecimento do PMBOK®.


Sobre o PRINCE2®


O PRINCE2® (PRojects IN Controlled Environments ou "projetos em ambientes controlados") é o padrão de fato no Reino Unido. Ele foi desenvolvido e é usado extensivamente pelo governo do Reino Unido, e é amplamente utilizado no setor privado, no Reino Unido e internacionalmente.


É de domínio público, oferecendo uma orientação de melhores práticas não-proprietária em gerenciamento de projetos. Qualquer pessoa pode utilizar esta metodologia e o manual descrevendo-a pode ser adquirido através de livrarias on-line, bem como através do site do governo do Reino Unido (http://www.ogc.gov.uk/prince2).


É apoiado por um rigoroso processo de acreditação, incluindo sistemas de acreditação de empresas de treinamento, instrutores, profissionais e consultores. (O organismo de acreditação é o APM Group - www.prince2.org.uk; seu site lista empresas de treinamento aprovadas, consultores e profissionais).


É uma metodologia baseada em processo, de gestão estruturada de projetos que destaca em particular como oito Componentes, quando compreendidos e tratados de forma eficaz, podem reduzir os riscos em todos os tipos de projetos. Ao mesmo tempo que o PRINCE2® tem a mesma base que o PMBOK®, ele destaca uma série de áreas para concretizar o PMBOK®, e responde a pergunta "como faço para aplicar esses conceitos em meus projetos?"


A Estrutura do PRINCE2®


O PRINCE2® não tem a pretensão de ser tão abrangente quanto o PMBOK®. É baseado nos princípios do PMBOK®, como qualquer metodologia de gerenciamento de projeto deve ser. Extrai e se concentra sobre os elementos ("componentes") que ele identifica como sendo cruciais para a avaliação e conclusão de um projeto com sucesso.


Ele constrói um processo para amarrar esses elementos juntos para reduzir o risco geral do projeto, e fornece técnicas para apoiá-los. "O Guia do PMBOK®" especificamente convida o profissional a aplicar uma metodologia de gerenciamento de projetos (como uma ferramenta / técnica) e PRINCE2® fornece uma.


Componentes e processos do PRINCE2® são consonantes com o PMBOK®, mas não inclui todas as áreas do conhecimento e os detalhes especificados no guia. O PRINCE2® se concentra em áreas críticas, de forma que um gerente de projeto ainda possa precisar recorrer à profundidade e alcance do PMBOK® e de outras fontes para completar algumas áreas de trabalho de gerenciamento de projetos.


A intenção do PRINCE2® é organizar e concentrar no conhecimento de gerenciamento de projetos de forma adequada para a maioria dos ambientes de projeto. Assume que os que estão aprendendo e trabalhando com esta metodologia têm um nível de experiência que lhes permita preencher os detalhes que PRINCE2® omite. No PRINCE2® a escala e conteúdo dos seus Processos, Componentes e Técnicas devem ser adaptadas ao tamanho e à natureza do projeto.


Componentes do PRINCE2®


PRINCE2® é composto por 8 elementos, ou "componentes". São eles: Caso de Negócio, Organização, Planos, Controles, Gestão de Risco, Qualidade em um Ambiente de Projeto, Gerenciamento de Configuração e Controle de Mudança. Eles se assemelham às Áreas do Conhecimento PMBOK® da seguinte forma:

Quadro 1 - Comparação das Áreas de Conhecimento PMBOK® e Componentes do PRINCE2®

Quadro 1 - Comparação das Áreas de Conhecimento PMBOK® e Componentes do PRINCE2®


Esses componentes não são tão amplamente definidos como as Áreas de Conhecimento. Por exemplo, PRINCE2® cobre a Gestão de Tempo e Custos do PMBOK® na sua discussão dos Planos - mas apenas na medida em que o desenvolvimento informações do tempo e de custo é necessário no nível relevante do plano . Abaixo o resumo dos componentes do PRINCE2®:


Caso de Negócio: A existência de um caso de negócio viável (justificativa do projeto) é a condição principal de controle para um projeto PRINCE2®. O Business Case é verificado pela Conselho do Projeto antes de um projeto começar e em cada ponto de decisão importante durante todo o projeto. O projeto deve ser interrompido se a viabilidade do Business Case desaparece por qualquer motivo.


Organização: Uma vez que o Gerente de Projeto tem muitas vezes que dirigir o pessoal que se reporta a outras estruturas de gestão, uma organização de supervisão da alta administração é necessária para assegurar que os diversos recursos estão comprometidos com o projeto. Além disso, as decisões de viabilidade precisam ser feitas pela gerência com um investimento no projeto e uma responsabilidade para entregá-lo através do Gerente de Projeto. No PRINCE2® essa atribuição é do Conselho do Projeto (Project Board).


Planos: Os planos são a espinha dorsal do sistema de informação de gestão necessário para qualquer projeto e exigem a aprovação e comprometimento dos níveis adequados de organização do projeto. O componente "Planos" enfatiza os principais conceitos de planejamento; os principais passos são destaque no modelo de processo, em "Planejamento".


Controles: Controle é sobre a tomada de decisões: o seu objetivo é garantir que o projeto (a) está gerando os produtos necessários que atendem aos Critérios de Aceitação definidos, (b) está sendo realizado de acordo com o cronograma, seus recursos e planos de custo; ( c) permanece viável quanto ao seu Caso de Negócio, e (d) com nível de risco aceitável.


Gestão de Risco: Como o trabalho do projeto é inerentemente menos previsível do que trabalhos rotineiros, a gestão dos riscos é uma parte essencial do gerenciamento de projetos. Para conter os riscos durante o projeto, eles devem ser gerenciados de forma disciplinada, por meio da análise e gestão de risco (como no PMBOK®).


Qualidade em um Ambiente de Projeto: Gestão da Qualidade assegura que a qualidade esperada pelo cliente é conseguida através de um sistema de qualidade (similar ao PMBOK®). Requisitos de qualidade das entregas do projeto ("produtos") são baseadas na Descrição de Produtos, criado pelo Gerente de Projeto e aprovado pelo Conselho do Projeto.


Gerenciamento de Configuração: Gerenciamento da Configuração dá à equipe de gestão do projeto o controle sobre os ativos do projeto (os produtos desenvolvidos) e é vital para qualquer sistema de qualidade. Fornece mecanismos para rastrear e controlar entregas do projeto e um sistema de acompanhamento de Problemas dos projetos.


Controle de Mudanças: Controle de mudanças do escopo significa avaliar o impacto de mudanças potenciais, sua importância, custo, impacto sobre o Caso de Negócio e uma decisão pela gerência sobre se deve ou não incluí-los.


Nenhum dos componentes acima será alheio a um usuário do PMBOK® - PRINCE2® simplesmente destaca esses elementos como sendo fundamentais para o sucesso do projeto, muitas vezes endereçados por gerentes de projeto. A metodologia PRINCE2® organiza estes componentes em um modelo de processo, reconhecendo que o fluxo e o relacionamento são fundamentais para sucesso do uso de conceitos identificados nos componentes (e Áreas de Conhecimento).


PRINCE2® - Visão Geral do Processo


PRINCE2® - Fases


Para fornecer as portas de decisão adequadas no nível certo do projeto, os projetos PRINCE2® são divididos em fases, bem como as fases do modelo de processo PMBOK®. Invoca para decisões sobre o projeto como um todo para ser feito antes de olhar para qualquer trabalho de desenvolvimento. PRINCE2® diferencia a iniciação, planejamento e fechamento para o Projeto global ("Starting a Project," "Initiating a Project" and "Closing a Project") das atividades para iniciar e fechar cada uma das fases ("Managing Stage Boundaries").


A Execução e Controle do trabalho de desenvolvimento apresenta-se ao nível de Fase, através de "Controlling a Stage" a "Managing Product Delivery." A supervisão do projeto (pelo Conselho do Projeto) ocorre durante todo o projeto através do "Directing a Project." "Planning" é um processo generalizado, acessado em todos os níveis do projeto, conforme necessário.


Quadro 2 - PRINCE2® Modelo de Processo


"Starting Up a Project" (Abrindo um projeto) permite uma partida controlada para o projeto. Ocorre uma vez no ciclo de vida do projeto, fornecendo as bases para a gestão e supervisão de projetos e avaliação de viabilidade. Este processo cria o Conselho do Projeto e garante que os requisitos de recursos são compreendidos e comprometidos com a primeira Fase, "Iniciando um projeto".


"Directing a Project" (Dirigindo um Projeto) opera em todo o projeto e define as responsabilidades do Conselho de Projeto em sua supervisão do projeto. Como a sua localização no diagrama de modelo de processo, este fica acima e interage com muitos dos outros processos. Fornece os mecanismos para autorizar o projeto, aprovando a continuidade na conclusão de cada fase e no encerramento do projeto (todas baseadas no Business Case). "Dirigindo um projeto" é o quadro para o fornecimento de entrada para o gerente do projeto, recebendo as solicitações do gerente de projetos sobre informação e assistência, e tomando decisões. Este é o único processo em que o Conselho de Projeto é ativo (diferente de "Abrindo um projeto", quando o Conselho é primeiro formado). Todos os outros processos são guiados pelos Gerentes de Projetos e Equipe.